Cinematógrafo – crônicas cariocas, de João do Rio

R$50

Em Cinematógrafo, as editoras selecionaram 20 crônicas das 45 que compõem o livro de João do Rio, publicado em 1909. Seus textos passeiam entre a reportagem, o testemunho e o literário, nos guiando pela belle époque carioca. E, para além dela, seu olhar – que tudo vê – nos leva através da cidade, das ruas, de seus personagens e seus temas. Mas, também, pelas nossas cidades, nossas ruas e personagens, e por temas tão nossos, que só reafirmam o olhar contemporâneo de João do Rio.

caricaturas J.Carlos, Emílio Ayres, K.Listo

fotografias Marc Ferrez, Schreiber & Sons, Chapelin, 

seleção e edição Érica Casado e Malu Scaramella 

capa e projeto gráfico Fábio Gimene

desenho do selo flanar Bianca Brauer 

revisão Marcelo Beso Veronese

 

SKU: 50 Categories: Tag:

Descrição

Paulo Barreto (1881-1921), conhecido pelo pseudônimo literário João do Rio, foi jornalista, cronista, contista, teatrólogo e imortalizado pela Academia Brasileira de Letras. Aos 16 anos, ingressou na imprensa, notabilizando-se como o primeiro jornalista brasileiro a ter o senso da reportagem moderna, entre as quais se tornaram célebres As religiões no Rio e o inquérito O momento literário. Usou vários pseudônimos, além de João do Rio, destacando-se: Claude, Caran d’Ache, Joe, José Antônio José. Como homem de letras, deixou obras de valor, sobretudo como cronista, onde criou o sub gênero: crônica social moderna.

Informação adicional

Peso 270 g
Dimensões 18 × 12.5 × 1.7 cm